Octapharma entrega medicamentos hemoderivados resultantes do fracionamento e inativação de plasma nacional

28-12-2020
Comunicado de imprensa

A Octapharma procedeu hoje à entrega dos medicamentos produzidos através do fracionamento e inativação do plasma português resultantes de dádivas de dadores nacionais. A disponibilização, ao Instituto Português do Sangue e Transplantação (IPST), dos medicamentos resultantes do fracionamento e inativação de plasma representa assim a continuidade do Programa Estratégico Nacional de Fracionamento de Plasma Humano.

Na sequência de Concursos Públicos Internacionais a Octapharma foi a empresa adjudicada para o fracionamento e inativação do plasma nacional. Os medicamentos resultantes do fracionamento e inativação do plasma nacional foram Albumina, Fator VIII da Coagulação, Imunoglobulina Humana Normal e Plasma Humano Inativado, todos eles medicamentos essenciais, e em alguns casos o único medicamento existente para o tratamento de diversas doenças.

Os medicamentos derivados do plasma humano tratam uma grande variedade de doenças congénitas e adquiridas e, em muitos casos, salvam o doente em risco de vida. A Hemofilia e outras doenças da coagulação, imunodeficiências primárias e secundárias, doenças oncológicas, doenças autoimunes, doenças neurológicas, doentes queimados ou doentes em estado crítico, são algumas das áreas médicas que beneficiam destes medicamentos.

“A Octapharma orgulha-se de ser a entidade adjudicada para a implementação desta nova fase do programa de aproveitamento do plasma nacional, tendo sido a empresa a apresentar a melhor proposta para os critérios definidos nestes exigentes Concursos Públicos Internacionais”, diz Eduardo Marques, Diretor Geral da Octapharma em Portugal. Esta adjudicação “confirma o know-how, a experiência e o compromisso da Octapharma no fracionamento e inativação de plasma, que faz da empresa líder nesta área”, refere Eduardo Marques.

“O nosso objetivo é continuar o trabalho de desenvolvimento científico dos nossos medicamentos com rigor e responsabilidade para dar resposta às necessidades existentes e possibilitar os melhores cuidados de saúde, que se traduzem numa melhor qualidade de vida para os doentes. A Octapharma tem uma vasta experiência na implementação de projetos de fracionamento e inativação em vários países no mundo” reforça Eduardo Marques.

Para o Diretor Geral da Octapharma em Portugal, “Desde fevereiro de 2020 que se tem verificado no mundo e, em particular, nos EUA (principal país fornecedor de plasma humano a nível mundial) uma redução significativa das dádivas de plasma”. Esta situação tem “graves implicações na produção e disponibilidade de fornecimento de imunoglobulina humana, pelo que releva mais do que nunca a concretização do programa de fracionamento e inativação do plasma nacional”, conclui Eduardo Marques.

Keywords

Dadores

Processo de produção

Doenças e terapias