header image

Octapharma vence concurso público para fracionamento do plasma nacional

 

 

19 de junho de 2018 – A Octapharma Produtos Farmacêuticos, Lda. vence concurso público internacional para o fracionamento do plasma nacional, o qual recebeu recentemente o visto do tribunal de contas. A Octapharma dará início, no presente mês, à recolha do plasma de dadores nacionais num programa que permitirá o processamento de 30 mil litros de plasma.

 

O processamento industrial do plasma incluirá um conjunto de passos destinados à separação e purificação das seguintes proteínas do plasma humano: imunoglobulina, albumina e fator VIII. Estas proteínas serão, posteriormente, submetidas a processos de inativação e remoção de agentes patogénicos. Os medicamentos resultantes são sujeitos a testes pelas autoridades de saúde com vista à sua utilização clínica.

 

Os medicamentos biológicos obtidos permitirão o tratamento de um grande número de doenças, tais como imunodeficiências primárias e secundárias, doença neurológica, transplante de medula óssea alogénico e coagulopatias congénitas, entre outras.

 

Eduardo Marques, diretor-geral da Octapharma, afirma “A aprovação do concurso de fracionamento do plasma nacional pelo tribunal de contas, que permitirá dar início ao programa nacional de fracionamento, é um importante momento de mudança. São inúmeras as vantagens de um programa de fracionamento: não só clínicas e económicas como também éticas e morais. É com grande orgulho e sentido de dever e de responsabilidade que a Octapharma aplicará todos os seus recursos técnicos, científicos e humanos para o processamento do plasma nacional, sempre com o rigor e a qualidade que caracterizam a empresa. Deste modo, inúmeros doentes em Portugal beneficiarão dos medicamentos produzidos pela Octapharma a partir da dádiva benévola, anónima e voluntária de sangue, evitando o desperdício de um recurso biológico de valor inestimável.”